Alergo Blog

Alergia a tintura de cabelo é comum. Fique alerta!

Alergia a tintura de cabelo é comum. Fique alerta!

A alergia a tintura de cabelo me pegou feio, só passou depois que fui medicada no pronto socorro. Demorou uns 7 dias para eu desinchar totalmente, isso porque eu tomei antialérgico antes de pintar... Fez feridas no meu couro cabeludo, testa, orelhas e nuca. Hoje só tenho a agradecer vocês por terem feito essa tintura (Sensicolor)! Graças a vocês não serei uma mulher grisalha!”
-Alessandra Castro


       
Como é bom ouvir depoimentos como esse da Alessandra, que depois de usar a Sensicolor, se sentiu feliz com o espelho e acima de tudo, com saúde! Mas infelizmente ela não é a única que sofreu com reações alérgicas causadas por tintura de cabelo.

As reações vão desde dermatite nas pálpebras, ao redor das orelhas e da boca, até vermelhidão e inchaço do couro cabeludo e do rosto, fechamento das pálpebras e reação alérgica generalizada.

A maioria das colorações permanentes disponíveis no mercado contém PPD (parafenilenodiamino), amônia, perfume e resorcinol, substâncias comprovadamente sensibilizantes e irritantes. Os efeitos nocivos dessas substâncias já são conhecidos há algum tempo, sendo que o uso dessas já foi proibido em alguns países.

Foi pensando nas mulheres e homens que possuem restrições a essas substâncias que a Alergoshop desenvolveu a coloração capilar SensiColor – primeira tintura hipoalergênica do Brasil - que possui uma fórmula inovadora que confere aos cabelos total cobertura, maciez e brilho intenso, sem sensação de desconforto. Possui ainda um complexo ativo que promove aos cabelos força, flexibilidade, reconstrução dos fios e reparação da cutícula. A SensiColor garante todos esses benefícios e é livre de parafenilenodiamina (PPD), amônia, pirogalol, resorcinol e perfume.

Garantir qualidade e bons resultados com segurança e saúde é o objetivo da Alergoshop, que está sempre pensando em melhorar a qualidade de vida das pessoas alérgicas e no que te faz bem!
 

Comentários