Alergo Blog

Entenda a diferença entre alergia alimentar e intolerância

Entenda a diferença entre alergia alimentar e intolerância

     Junho é o mês preferido de muita gente no calendário, não é mesmo? Isso porque nas festas juninas não podem faltar pipoca, pé de moleque, maçã do amor, bolo, paçoca, canjica, entre outras dezenas de gostosuras que deixam todo mundo com água na boca!

     Mas, o que muitas vezes é motivo de alegria, pode se tornar uma tristeza para quem tem alergias alimentares ou intolerância. Vamos entender melhor a diferença entre as duas?

     Segundo dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, as alergias alimentares afetam 6 a 8% das crianças com menos de três anos de idade e 2 a 3% dos adultos. Outros estudos apontam que a intolerância a algum tipo de alimento pode atingir até a metade da população.

     A maioria das pessoas confunde intolerância a determinado alimento com alergia por ambas manifestarem sintomas parecidos. Mas a causa de cada reação adversa é bem diferente: as alergias estão relacionadas a alguma proteína presente no alimento, que é considerada pelo organismo como um elemento estranho.  Já a intolerância alimentar se deve à ausência de determinada enzima para digerir algum tipo de carboidrato.

     É importantíssimo consultar um médico para consultar o motivo de qualquer reação adversa causada por um alimento, pois a orientação nutricional é diferente.  Como assim? Por exemplo, em alguns casos de intolerância à lactose, é possível ingerir pequenas quantidades de leite; enquanto na alergia qualquer alimento que contenha leite ou os seus derivados deve ser evitado.

     Infelizmente ainda não existe um medicamento indicado para a prevenção de alergias e intolerâncias alimentares, por isso é importante sempre se atentar aos rótulos dos alimentos! E como em qualquer reação alérgica, não hesite em consultar um médico. Esse acompanhamento é essencial, pois além de diagnosticar o problema, seu médico pode indicar uma substituição nutricional.

     E para as mães que sofrem ao ver seus pequenos com vontade de comer algo que não podem, uma ótima notícia: Hoje existem no mercado diversas empresas que produzem alimentos sem leite, sem glúten, e outras substâncias comuns em causar essas reações. Além de saudáveis, são gostosos e pensados especialmente para quem sofre com essas restrições.

     Então, não deixe de aproveitar essa época tão gostosa, procurando empresas responsáveis e que se preocupam com sua qualidade de vida. A Alergoshop deseja que todos tenham uma vida livre de alergia!
 
 

Comentários

Mais Notícias