Alergo Blog

Não se arrisque: Cuidados com a Anafilaxia!

Não se arrisque: Cuidados com a Anafilaxia!

A anafilaxia é uma reação alérgica grave que se desenvolve rapidamente e pode levar ao óbito em poucos minutos. Ela acontece quando a pessoa é exposta a algum alérgeno no qual seu sistema imunológico desenvolveu sensibilidade, como por exemplo: medicamentos, alguns tipos de alimentos e picada de insetos
A alergia a um determinado alimento é um dos agentes causadores mais comuns. Entre os alimentos mais populares dessa lista estão: peixes, frutos do mar, nozes, amendoim, leite, ovos, entre outros.
Na última terça-feira, um homem de 32 anos veio a falecer após uma grave crise de anafilaxia, na cidade de Belo Horizonte/MG. Ele havia ingerido camarão, mesmo sabendo que era alérgico a esse alimento. A equipe de resgate informou que a vítima sofreu de parada cardiorrespiratória e que foi reanimado durante 30 minutos, mas apesar dos esforços, ele infelizmente não resistiu ao choque anafilático.
Uma das maiores preocupações dos médicos são os pacientes que se arriscam, mesmo que em pequenas quantidades, pois recorrem aos antialérgicos acreditando que ficará “tudo bem”. O problema, é que os antialérgicos não protegem o paciente, apenas tratam reações leves.
Durante uma crise de anafilaxia, a chance do paciente não sobreviver é ainda maior caso o mesmo demore a dar entrada em uma unidade de saúde.
É importante informar que mesmo que o paciente já tenha sofrido de uma crise de anafilaxia, uma próxima crise não será necessariamente igual à anterior, podendo ser mais fraca ou até mais forte.
O uso de adrenalina autoinjetável é solução recomendada pelos médicos, já que esta medicação pode reverter o quadro da anafilaxia, evitando que seja fatal. O problema é que a venda desse medicamento no Brasil não é liberada pela ANVISA. Portadores de anafilaxia se veem obrigados a comprar a medicação no exterior através de importadores, o que encarece o produto, além de tornar-se inacessível a pessoas de baixa renda. Até mesmo pelo SUS (Sistema Único de Saúde) é difícil conseguir o medicamento, já que o governo se sente desobrigado a providenciar um medicamento cujo o registro é inexistente no país.
Evite exposições ao agente causador da alergia!
#NAOSEARRISQUE

Comentários