Alergo Blog

As

As "bombinhas" usadas no tratamento da asma fazem mal ao coração?

Primeiro precisamos entender o que são as bombinhas.
 
A bombinha ou Spray é uma das formas de se utilizar medicamentos, no caso broncodilatadores e anti-inflamatório, no tratamento da asma. Esta opção de dispensação do medicamento é a mais adequada pois envia o remédio diretamente onde ele deve agir, nos pulmões, evitando que ele passe pelo estomago, corrente sanguínea e outros órgãos. Para otimizar ainda mais os efeitos deste tipo de medicamento, o uso de espaçadores faz toda diferença, pois melhoram em até 70% o aproveitamento dos remédios. 
 
Há alguns anos utilizava-se como broncodilatador a substância conhecida como Fenoterol que causava muitos efeitos colaterais e muitas vezes levavam à morte. Talvez daí venha este preconceito com o uso das bombinhas. Hoje já existem remédios muito mais eficazes com efeitos colaterais infinitamente menores.
 
Outra provável causa desta ojeriza às bombinhas é o erro na utilização.
 
Como os broncodilatadores oferecem alivio imediato, muitos pacientes deixam de seguir o tratamento correto, como o uso de anti-inflamatórios e o controle ambiental, e acabam entrando em crises mais vezes e utilizando muito mais a bombinha que deveriam.
Em resumo, seguir as orientações do médico e o uso correto das bombinhas, faz muito menos mal do que deixar a asma sem controle, pois crises reincidentes acabam provocando alterações no organismo que podem se tornar irreversíveis, além de prejudicar muito a qualidade de vida do asmático.
 
Se você tem asma, consulte seu médico e siga corretamente as orientações. Desta forma você poderá ter uma vida normal!

Comentários